O encanto mágico de Óbidos: A joia escondida de Portugal

Porque é que é uma joia escondida?

Óbidos é uma pequena vila localizada na zona centro-oeste de Portugal, a cerca de 80 quilómetros a norte de Lisboa. A vila é conhecida pelas suas muralhas medievais bem preservadas, ruas estreitas de calçada e encantadoras casas brancas adornadas com buganvílias e outras flores coloridas. Mas o que torna Óbidos verdadeiramente especial é o seu encanto mágico.

Diz a lenda que a vila foi oferecida à Rainha Isabel pelo seu marido, o Rei D. Dinis, no século XIII. A rainha apaixonou-se por Óbidos e decidiu construir ali um palácio. Manda também construir uma capela, a Capela de Nossa Senhora das Neves, que ainda hoje existe.

Uma das coisas mais mágicas de Óbidos é a sua festa anual do chocolate, que se realiza na primavera. Os visitantes podem provar deliciosas iguarias de chocolate, participar em workshops de fabrico de chocolate e até assistir a um desfile de moda de chocolate.

Outro ponto alto de Óbidos é a época natalícia, que é conhecida como a “Vila Natal”. A vila é decorada com luzes e ornamentos e os visitantes podem desfrutar de uma grande variedade de actividades festivas, incluindo patinagem no gelo, música ao vivo e um mercado de Natal.

Mas a magia de Óbidos não se limita aos eventos especiais. As ruas estreitas e os edifícios históricos da vila criam uma atmosfera única que transporta os visitantes no tempo. O castelo, que data do século XII, é uma atração obrigatória. Os visitantes podem passear ao longo das muralhas do castelo e desfrutar de vistas deslumbrantes sobre a paisagem circundante.

A cidade também alberga várias lojas e restaurantes encantadores, que servem cozinha tradicional portuguesa e vinho local. Uma das mais famosas iguarias locais é a ginjinha, um licor de cereja que é servido num copo de chocolate.

Para além das suas atracções culturais e culinárias, Óbidos é também uma excelente base para explorar a região circundante. As praias vizinhas da Costa de Prata são populares entre surfistas e banhistas, enquanto a cidade histórica de Tomar e o local de peregrinação de Fátima estão ambos a uma curta distância de carro.

Há muitas coisas interessantes para ver e fazer em Óbidos, Portugal. Aqui tens alguns dos destaques:

  1. Castelo de Óbidos – Este é o ponto de referência mais famoso da vila, um castelo medieval que em tempos foi usado como fortaleza para proteger a vila dos invasores. Hoje, os visitantes podem passear ao longo das muralhas do castelo e desfrutar de vistas panorâmicas sobre a vila e a paisagem circundante.
  2. As muralhas davila – As muralhas que rodeiam Óbidos foram construídas no século XIV para proteger a vila. Estão bem conservadas e os visitantes podem percorrê-las para perceber como era a defesa da cidade.
  3. A Porta da Vila – É a entrada principal da vila, uma porta que data do século XVIII. É um belo exemplo de arquitetura barroca.
  4. Capelade Nossa Senhora das Neves – Esta capela foi construída no século XVIII e situa-se no exterior das muralhas da vila. Diz-se que foi aqui que a Rainha Isabel rezou pela neve, que milagrosamente caiu e salvou as colheitas da seca.
  5. Igreja de Santa Maria – É a principal igreja de Óbidos, construída no século XII em estilo românico. Apresenta uma bela rosácea e um altar barroco.
  6. O Festival do Chocolate – Este festival anual realiza-se em março ou abril e celebra tudo o que é chocolate. Os visitantes podem provar guloseimas de chocolate, participar em workshops e assistir a um desfile de moda de chocolate.
  7. Ginjinha Este é um licor tradicional português feito de ginjas. É uma especialidade de Óbidos e pode ser provada em várias lojas e bares locais.

1. Castelo de Óbidos

O Castelo de Óbidos é um castelo medieval situado na vila de Óbidos, no centro-oeste de Portugal. O castelo foi construído pelos mouros no século VIII, tendo sido mais tarde conquistado pelos portugueses no século XII, durante a reconquista cristã da Península Ibérica. Desde então, o castelo foi sujeito a muitas renovações e acrescentos e, atualmente, é uma das atracções mais populares da vila.

As muralhas e torres do castelo oferecem vistas deslumbrantes sobre a cidade e a paisagem circundante. Os visitantes podem caminhar ao longo das muralhas, subir às torres e explorar os pátios e jardins interiores do castelo. A portaria do castelo, com as suas torres gémeas e ponte levadiça, é particularmente impressionante.

No interior do castelo, os visitantes também podem ver a Igreja de Santa Maria, que foi construída no século XII e apresenta um belo portal gótico. A igreja foi parcialmente destruída no terramoto de 1755, mas desde então foi restaurada. O seu interior está decorado com belos azulejos (azulejos portugueses) e ainda hoje é utilizada para serviços religiosos.

Uma das características mais interessantes do Castelo de Óbidos é a sua cisterna subterrânea, que era utilizada para armazenar água em tempos de cerco. A cisterna está localizada por baixo da praça principal do castelo e os visitantes podem descer uma escada em espiral para explorar as suas câmaras escuras.

Ao longo do ano, o castelo acolhe vários eventos culturais, incluindo feiras medievais e concertos. O castelo é também um importante ponto de referência no Caminho Português, uma popular rota de peregrinação que vai de Lisboa a Santiago de Compostela, em Espanha.

2. As muralhas da cidade

katia de juan 4LMrM dPw A unsplash 1 scaled

As Muralhas da Vila de Óbidos são um dos ex-libris da vila. As muralhas foram construídas durante a ocupação mourisca de Portugal no século VIII, tendo sido posteriormente ampliadas e reforçadas pelos portugueses no século XIV.

As muralhas têm cerca de 1,5 quilómetros de comprimento e circundam toda a cidade, formando uma barreira defensiva contra invasores. São feitas de pedra maciça e têm-se mantido bem conservadas ao longo dos séculos.

Os visitantes podem caminhar ao longo do topo das muralhas e desfrutar de vistas panorâmicas sobre a cidade e a paisagem circundante. Existem várias portas de entrada para a cidade, incluindo a Porta da Vila, que é a porta principal e apresenta um belo arco de estilo manuelino.

As muralhas também têm numerosas torres, incluindo a Torre dos Cinco Cantos, que é a torre mais alta e oferece vistas deslumbrantes da cidade e do oceano ao longe. As muralhas e as torres são lindamente iluminadas à noite, aumentando o encanto mágico da cidade.

Para além do seu significado histórico e arquitetónico, as Muralhas de Óbidos são também um importante símbolo cultural. Lembra a riqueza histórica da vila e a sua importância como posição defensiva estratégica em tempos de guerra e conflito.

3. A Porta da Vila

A Porta da Vila é uma das principais entradas da vila medieval de Óbidos, localizada no centro-oeste de Portugal. É uma grande portaria que foi construída no século XVIII, mas que foi construída sobre uma porta mais antiga que datava do século XIV.

A Porta da Vila é um edifício de dois andares que está adornado com azulejos, os tradicionais azulejos portugueses azuis e brancos. A porta tem duas torres que ladeiam um arco central, suficientemente largo para permitir a passagem de carroças e peões. As torres são encimadas por telhados pontiagudos e decoradas com pequenos sinos.

Depois de passares o portão, encontrar-te-ás na encantadora vila velha de Óbidos. As ruas estreitas e calcetadas são ladeadas por casas caiadas de branco adornadas com flores coloridas, criando um ambiente pitoresco e romântico.

A Porta da Vila é também um símbolo da história e da importância de Óbidos como vila estratégica. Fazia parte das fortificações da vila, que foram construídas para proteger a vila dos invasores. Hoje, a Porta da Vila é uma atração popular para os visitantes de Óbidos e aparece frequentemente em fotografias e postais da vila.

4. Capela de Nossa Senhora das Neves

A Capela de Nossa Senhora das Neves é uma pequena capela situada na vila histórica de Óbidos, Portugal. Foi construída no século XIV a pedido da Rainha Isabel, que era esposa do Rei D. Dinis. Diz a lenda que a rainha teve uma visão de Nossa Senhora das Neves, que lhe disse para construir uma capela em sua honra em Óbidos.

A capela situa-se numa pequena colina, fora das muralhas da vila, e o seu acesso faz-se por uma escadaria que sobe a partir da praça da vila. O exterior da capela é simples e austero, com paredes caiadas de branco e telhado de telha.

O interior da capela está decorado com azulejos intrincados e painéis pintados que representam cenas da vida da Virgem Maria. O altar é de talha dourada e tem uma imagem de Nossa Senhora das Neves, que se diz ter sido trazida de Roma pela própria Rainha Isabel.

A capela ainda hoje é utilizada e é um destino popular para os visitantes de Óbidos. Aos domingos, celebra-se missa na capela, que também é utilizada para casamentos e outras cerimónias religiosas.

Uma das características mais interessantes da Capela de Nossa Senhora das Neves é a sua associação à Vila Natal de Óbidos. Durante a época natalícia, a capela transforma-se num cenário mágico para concertos de Natal e outros eventos festivos.

5. A Igreja de Santa Maria

A Igreja de Santa Maria é um marco importante na vila de Óbidos, Portugal. Localizada no coração do centro histórico, a igreja data do século XII e é considerada um dos edifícios religiosos mais antigos e importantes da região.

A arquitetura da igreja é uma mistura de diferentes estilos, reflectindo as muitas renovações e adições que tiveram lugar ao longo dos séculos. A fachada principal, por exemplo, apresenta um portal gótico e janelas de estilo renascentista. A torre sineira, que se encontra separada do edifício principal, foi acrescentada no século XVII e tem um estilo barroco.

No interior, a igreja é igualmente impressionante. A nave está coberta por um teto de madeira adornado com entalhes e pinturas intrincadas, enquanto as capelas laterais estão decoradas com frescos e retábulos. Uma das características mais notáveis da igreja é o retábulo-mor, que foi criado pelo escultor português Joaquim Machado de Castro no século XVIII.

A igreja tem desempenhado um papel importante na vida religiosa e cultural de Óbidos ao longo dos séculos. Foi utilizada como igreja paroquial até ao século XVI, altura em que foi construída a Igreja de São Pedro para servir de igreja paroquial principal. Desde então, Santa Maria tem sido usada principalmente para ocasiões especiais e eventos religiosos, como casamentos e procissões.

Hoje, a Igreja de Santa Maria está aberta aos visitantes, que podem admirar a sua arquitetura, obras de arte e significado histórico. A igreja é também ocasionalmente utilizada para eventos culturais, como concertos e exposições, o que reforça a sua importância cultural na vila de Óbidos.

6. Festival do Chocolate

tamas pap 7NGZ0oCWTec unsplash scaled

O Festival do Chocolate de Óbidos é um evento anual que se realiza na vila histórica de Óbidos, Portugal. É uma das festas mais populares de Portugal e atrai milhares de visitantes todos os anos. O festival realiza-se normalmente durante os meses de fevereiro e março e celebra tudo o que é chocolate.

Durante o festival, as ruas de Óbidos são decoradas com decorações temáticas de chocolate e os visitantes podem provar uma grande variedade de guloseimas de chocolate de chocolatiers locais e internacionais. Há também workshops de fabrico de chocolate, onde os visitantes podem aprender a fazer as suas próprias criações de chocolate, bem como concursos e exposições com temas de chocolate.

Uma das principais atracções do festival são as esculturas de chocolate, que são criadas por talentosos chocolatiers de todo o mundo. Estas esculturas podem ser bastante impressionantes e muitas vezes retratam marcos famosos ou figuras icónicas. Os visitantes podem ver as esculturas em exposição por toda a cidade.

Há também eventos temáticos de chocolate e actividades para crianças, tais como workshops de fabrico de chocolate e sessões de contos. Para além disso, há bancas de comida que vendem pratos e bebidas tradicionais portuguesas, bem como música e entretenimento ao vivo.

Uma das iguarias mais populares do festival é a famosa “Ginja de Óbidos”, um licor de cereja tradicional que é servido num copo de chocolate. Os visitantes podem saborear esta deliciosa iguaria enquanto exploram a vila e desfrutam do ambiente festivo.

7. Ginjinha

IMG 4741 scaled

A ginjinha, também conhecida por ginja ou simplesmente licor de ginja, é uma bebida tradicional portuguesa muito popular em Óbidos. É feita através da infusão de bagas de ginja em álcool, normalmente aguardente ou brandy, juntamente com açúcar e por vezes canela, antes de ser engarrafada.

As bagas de ginja são cerejas ácidas, pequenas e de cor escura, tipicamente cultivadas na região circundante de Óbidos. As bagas são colhidas e depois maceradas em álcool durante vários meses para extrair o seu sabor e cor.

A bebida resultante é doce e frutada, com uma ligeira acidez das bagas de ginja. É tipicamente servida num copo pequeno, muitas vezes com um pedaço de fruta no fundo. Em Óbidos, é comum servir a bebida num pequeno copo de chocolate, que pode ser comido depois de beberes o licor.

A ginjinha é uma bebida muito apreciada em Portugal, sendo muitas vezes apreciada como aperitivo ou digestivo após o jantar. Em Óbidos, é particularmente famosa, e existem várias lojas e bares na vila especializados na venda da bebida. Um dos mais famosos é a “Ginjinha d’Óbidos”, que fabrica e vende ginjinha desde 1890.

Os visitantes de Óbidos podem saborear a bebida numa das muitas lojas de ginjinha da vila, ou podem comprar uma garrafa para levar para casa como recordação. A ginjinha é um sabor delicioso e único de Portugal, e vale a pena experimentá-la quando visitares Óbidos.


GOSTASTE DESTE ARTIGO SOBRE ÓBIDOS? PINTA-O!

Se achaste este artigo interessante, por favor considera partilhá-lo com os teus amigos. Significará muito para nós 🙂

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Explore more travel tips