Descobre as jóias escondidas de Marselha (Guia de viagem 2023)

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Table of Contents

Marselha, a segunda maior cidade de França, é um caldeirão de culturas e de história. Situada na costa do Mar Mediterrâneo, tem sido uma cidade portuária vital durante séculos e tem desempenhado um papel significativo na história do país. Apesar de ser uma cidade bem conhecida, Marselha ainda tem muitas jóias escondidas à espera de serem descobertas. Desde praias escondidas e aldeias encantadoras a arte de rua e marcos históricos, esta cidade tem muito para oferecer a quem se aventurar para além dos pontos turísticos. Neste blogue, vamos descobrir alguns dos segredos mais bem guardados de Marselha e mostrar-te as jóias escondidas que tornam esta cidade verdadeiramente única e digna de ser explorada.

Aqui estão algumas das melhores jóias escondidas de Marselha:

  1. Calanque de Morgiou
  2. Basílica de Notre-Dame de la Garde
  3. Le Panier
  4. La Friche Belle de Mai
  5. Basílica de Saint-Victor
  6. Museu do Sabão de Marselha
  7. Jardim dos Vestígios

Conhece Marselha

Marselha é uma cidade situada no sul de França, na costa mediterrânica. É a segunda maior cidade do país e tem uma história rica que remonta a mais de 2.600 anos. Marselha foi fundada pelos gregos em 600 a.C. e desde então tem sido um caldeirão de culturas, incluindo fenícia, romana e francesa. Ao longo da sua história, Marselha desempenhou um papel fundamental no comércio marítimo do país e continua a ser uma importante cidade portuária até aos dias de hoje. A cidade é conhecida pela sua mistura única de culturas e pela sua arquitetura diversificada, que inclui tudo, desde antigas ruínas gregas a modernos arranha-céus. Marselha é também famosa pela sua vibrante cena artística, pela sua deliciosa gastronomia e pelos seus deslumbrantes arredores naturais, incluindo as Calanques, uma série de falésias rochosas ao longo da costa. Quer te interesses por história, cultura ou pela vida ao ar livre, Marselha tem algo para oferecer a todos.

Apresentamos-te as jóias escondidas…

1. Calanque de Morgiou

Calanque de Morgiou é uma praia isolada situada no Parque Nacional das Calanques, a poucos quilómetros de Marselha. As Calanques são uma série de falésias rochosas ao longo da costa mediterrânica que oferecem vistas deslumbrantes e uma paisagem única. O Parque Nacional das Calanques é uma área protegida e é o lar de uma variedade de vida selvagem, incluindo espécies endémicas de plantas e animais.

A Calanque de Morgiou é uma das mais remotas e isoladas das Calanques, o que faz dela uma verdadeira joia escondida. A praia é relativamente pequena, o que a torna um refúgio íntimo e tranquilo da cidade movimentada. Os visitantes podem relaxar na praia de areia, nadar nas águas quentes do Mediterrâneo ou explorar as falésias e grutas próximas. Há também vários restaurantes e cafés na zona, que oferecem delicioso marisco e cozinha local.

Calanque de Morgiou é um ótimo destino para os amantes da natureza e para aqueles que procuram uma fuga pacífica da cidade. Com o seu cenário deslumbrante, localização isolada e paisagem única, é uma das jóias escondidas de Marselha que não deves perder.

Porque é que vale a pena visitar

Vale a pena visitar a Calanque de Morgiou por várias razões:

  1. Beleza natural: Calanque de Morgiou é um local de cortar a respiração com as suas águas cristalinas, falésias deslumbrantes e vegetação luxuriante. A praia isolada está rodeada por falésias imponentes e é o local perfeito para fugir à azáfama da cidade.
  2. Aventura: Para quem gosta de fazer caminhadas ou explorar a natureza, Calanque de Morgiou é um ótimo destino. A caminhada até à praia é um percurso moderado a difícil através do Parque Nacional de Calanques, oferecendo vistas deslumbrantes das falésias e da costa mediterrânica.
  3. Escapadela tranquila: A Calanque de Morgiou é uma praia tranquila e íntima, o que a torna um ótimo refúgio da cidade movimentada. O pequeno tamanho da praia significa que os visitantes podem relaxar e desfrutar da tranquilidade da área, rodeados pela bela paisagem.
  4. Cozinha local: A área circundante de Calanque de Morgiou é o lar de vários restaurantes e cafés, que oferecem delicioso marisco e cozinha local. Esta é uma óptima oportunidade para provar os sabores de Marselha e da região circundante.
  5. Paisagem única: Calanque de Morgiou faz parte do Parque Nacional de Calanques, uma área protegida que alberga uma variedade de vida selvagem, incluindo espécies endémicas de plantas e animais. Esta paisagem única é diferente de tudo o que existe no mundo, o que faz de Calanque de Morgiou um destino de visita obrigatória para os amantes da natureza.

2. Basílica de Notre-Dame de la Garde

A Basílica de Notre-Dame de la Garde, também conhecida como Basílica de Notre-Dame de la Garde, é uma igreja católica romana situada em Marselha, França. Está situada numa colina com vista para a cidade e é um dos marcos mais famosos de Marselha. A basílica foi construída em meados do século XIX e é considerada um símbolo da cidade, oferecendo vistas deslumbrantes de Marselha e da área circundante.

A basílica foi concebida no estilo românico-bizantino, com uma mistura de arcos românicos e cúpulas bizantinas. O exterior é adornado com esculturas intrincadas e decorações em mármore, enquanto o interior é revestido com mosaicos coloridos e frescos intrincados. Os visitantes podem subir ao topo da basílica para obter uma vista panorâmica de Marselha, incluindo o antigo porto, a Basílica de Santa Maria Maior e o Parque Nacional de Calanques.

A Basílica de Notre-Dame de la Garde é um destino popular tanto para os habitantes locais como para os turistas. Os visitantes podem assistir à missa ou a outros serviços religiosos na basílica, admirar a bela arquitetura e a arte, ou simplesmente apreciar as vistas deslumbrantes da cidade e da costa mediterrânica.

A basílica é também um símbolo de esperança e proteção para a cidade de Marselha e é considerada um dos locais de peregrinação mais importantes da região. Uma estátua da Virgem Maria está no topo da basílica, com vista para a cidade e oferecendo um símbolo de esperança e proteção para o povo de Marselha.

Porque é que vale a pena visitar

Vale a pena visitar a Basílica de Notre-Dame de la Garde por várias razões:

  1. Vistas deslumbrantes: A basílica oferece vistas panorâmicas de Marselha e da área circundante, incluindo o antigo porto, o Parque Nacional de Calanques e a Basílica de Santa Maria Maior. Os visitantes podem desfrutar destas vistas a partir do topo da basílica ou dos terraços e jardins circundantes.
  2. Bela arquitetura: A basílica foi construída em meados do século XIX e é considerada um símbolo da cidade. Foi concebida no estilo românico-bizantino, com uma mistura de arcos românicos e cúpulas bizantinas. O exterior é adornado com esculturas intrincadas e decorações em mármore, enquanto o interior é forrado com mosaicos coloridos e frescos intrincados.
  3. Uma história rica: A Basílica de Notre-Dame de la Garde tem uma história rica, tendo servido como um símbolo de esperança e proteção para o povo de Marselha durante mais de 150 anos. É considerada um dos locais de peregrinação mais importantes da região e é um testemunho da rica cultura e história de Marselha.
  4. Uma experiência única: Visitar a basílica é uma experiência única e memorável, oferecendo vistas deslumbrantes, uma bela arquitetura e uma história rica, tudo num só lugar. Quer assistas à missa ou a outros serviços religiosos, admires a bela arte e arquitetura ou simplesmente desfrutes das vistas, terás certamente uma experiência inesquecível.
lcs vgt t2mDE Zl3Fo unsplash

3. O Paneiro

Le Panier é um bairro em Marselha, França, conhecido pelas suas ruas estreitas, casas coloridas e atmosfera encantadora. Localizado numa colina perto do antigo porto, Le Panier é considerado um dos bairros mais antigos da cidade e é conhecido pela sua rica história e património cultural.

Alguns dos destaques de Le Panier incluem:

  1. Arte de rua: Le Panier é conhecido por sua vibrante cena de arte de rua, com murais coloridos e arte de rua cobrindo muitos dos edifícios e paredes do bairro.
  2. Lojas de artesanato: As ruas estreitas de Le Panier são ladeadas por uma variedade de lojas de artesanato, que vendem de tudo, desde cerâmica e cerâmica a jóias e têxteis.
  3. Museus: Le Panier é o lar de vários museus, incluindo o Museu de Artes e Tradições Populares e o Museu da Velha Marselha. Estes museus mostram o rico património cultural da cidade e a história de Le Panier.
  4. Cozinha local: Le Panier é um ótimo local para experimentar a cozinha local de Marselha, incluindo a bouillabaisse, uma sopa de peixe tradicional, e uma variedade de pratos de marisco. Há também muitos cafés e padarias no bairro, que oferecem pastelaria francesa tradicional e café.
  5. Ruas pitorescas: As ruas de Le Panier são ladeadas por casas coloridas, muitas das quais adornadas com varandas e portadas, criando uma atmosfera encantadora e pitoresca.

4. A Friche Belle de Mai

La Friche Belle de Mai é um centro cultural localizado no bairro de Belle de Mai, em Marselha, França. Originalmente construída como uma fábrica de tabaco no século XIX, La Friche foi transformada num vibrante centro cultural, acolhendo uma variedade de eventos, exposições, concertos e espectáculos ao longo do ano.

Alguns dos destaques de La Friche Belle de Mai incluem:

  1. Arte e Cultura: La Friche é um centro de arte e cultura, com uma variedade de exposições, concertos e espectáculos a decorrer ao longo do ano. Desde arte contemporânea a música ao vivo, há algo para todos em La Friche.
  2. Espaços de trabalho criativos: La Friche é também o lar de uma variedade de espaços de trabalho criativos, incluindo estúdios de artistas, espaços para espectáculos e instalações de produção de filmes. Isto torna-o um centro para profissionais criativos e artistas em Marselha.
  3. Comida e bebida: La Friche possui vários cafés, restaurantes e bares, oferecendo uma variedade de opções de refeições para os visitantes. Quer estejas à procura de uma refeição rápida ou de uma refeição de lazer, há muitas opções disponíveis.
  4. Espaços exteriores: La Friche tem vários espaços ao ar livre, incluindo um grande pátio e vários terraços, tornando-o um ótimo lugar para relaxar e desfrutar do tempo ensolarado. Existem também vários parques e jardins nas imediações do bairro Belle de Mai, perfeitos para dar um passeio ou fazer um piquenique.

5. Basílica de Saint-Victor

A Basilique Saint-Victor é uma basílica histórica localizada no coração de Marselha, França. Tem uma história rica que remonta ao século IV d.C., o que a torna uma das estruturas cristãs mais antigas de França e um dos marcos religiosos mais importantes da cidade.

A basílica foi originalmente construída no século IV d.C. por São João Cassiano, um monge cristão, como um complexo monástico. Ao longo dos séculos, o complexo passou por várias renovações e expansões, tendo a atual basílica sido construída nos séculos XI e XII.

Ao longo da sua história, a Basílica de Saint-Victor desempenhou um papel importante na vida religiosa e cultural de Marselha. No século XVI, foi um importante centro da Contra-Reforma e, no século XVII, foi utilizada como prisão militar durante a Revolução Francesa.

No século XIX, a basílica foi submetida a um grande restauro e renovação, o que ajudou a preservar o seu património arquitetónico e a sua beleza. Hoje, a Basilique Saint-Victor é um destino turístico popular, atraindo visitantes de todo o mundo com a sua rica história, bela arquitetura e vistas deslumbrantes sobre a cidade e o mar.

Em conclusão, a Basílica de Saint-Victor é um marco importante e histórico em Marselha, com uma história rica que remonta ao século IV d.C. Desde o seu papel na Contra-Reforma até à sua utilização como prisão militar durante a Revolução Francesa, tem desempenhado um papel significativo na vida religiosa e cultural da cidade. Se te interessas por história, arquitetura ou marcos religiosos, a Basilique Saint-Victor é um destino de visita obrigatória em Marselha.

Porque é que vale a pena visitar

Vale a pena visitar a Basílica de Saint-Victor por várias razões, incluindo a sua rica história, bela arquitetura e vistas deslumbrantes sobre a cidade e o mar. Aqui estão algumas razões pelas quais deves incluí-la no teu itinerário quando visitares Marselha:

  1. História rica: A basílica tem uma história rica que remonta ao século IV d.C., o que faz dela uma das estruturas cristãs mais antigas de França e um dos marcos religiosos mais importantes da cidade.
  2. Bela arquitetura: A basílica é um exemplo impressionante da arquitetura românica e gótica, com as suas paredes, arcos e torres dos séculos XI e XII a criar uma fachada bonita e impressionante.
  3. Vistas deslumbrantes: A Basilique Saint-Victor está situada numa colina sobranceira à cidade de Marselha, oferecendo aos visitantes vistas deslumbrantes sobre a cidade, o mar e as colinas circundantes.
  4. Significado religioso: A basílica é um importante marco religioso em Marselha, e uma visita aqui oferece uma oportunidade de aprender sobre a história do cristianismo na cidade.
  5. Significado cultural: A Basílica de Saint-Victor tem desempenhado um papel importante na vida cultural e religiosa de Marselha durante séculos, tornando-se um importante marco cultural da cidade.
abbaye saint victorjorengo2 1920x960 1
Fonte: https://www.marseille-tourisme.com

6. Museu do Sabão de Marselha

O sabão de Marselha, também conhecido como Savon de Marseille, é um tipo de sabão que é fabricado na cidade de Marselha, em França, há mais de 600 anos. O sabão é fabricado segundo métodos tradicionais e é conhecido pela sua qualidade e durabilidade. A história do sabão de Marselha está intimamente ligada à história da própria cidade de Marselha.

O museu do sabão de Marselha, situado no coração da cidade, apresenta a história do fabrico do sabão em Marselha e as diferentes técnicas e ferramentas utilizadas ao longo dos séculos. O museu exibe uma série de equipamentos antigos de fabrico de sabão, incluindo grandes caldeirões utilizados para ferver o sabão e vários moldes utilizados para moldar o sabão na sua forma familiar de cubo. Os visitantes do museu também podem aprender sobre os métodos tradicionais utilizados para produzir sabão de Marselha, como a utilização de azeite e sal para criar um sabão duro e duradouro.

O museu também oferece workshops e aulas para os visitantes aprenderem sobre o processo de fabrico do sabão e fazerem o seu próprio sabão de Marselha para levar para casa. Além disso, existe uma loja onde os visitantes podem comprar o autêntico sabão de Marselha e outros produtos tradicionais de fabrico de sabão.

A história do sabão de Marselha é uma parte importante do património da cidade e o Museu do Sabão de Marselha oferece-te uma visão fascinante desta longa e rica história. Se estiveres interessado em aprender mais sobre os métodos tradicionais de fabrico de sabão e sobre a história de Marselha, o museu é uma visita obrigatória.

Porque é que vale a pena visitar

Vale a pena visitar o Museu do Sabão de Marselha por várias razões:

  1. Aprende sobre a história do fabrico de sabão: O museu oferece aos visitantes a oportunidade de aprender sobre a história do fabrico de sabão em Marselha, incluindo os métodos e técnicas tradicionais utilizados para fazer este sabão icónico. Os visitantes podem ver equipamento antigo de fabrico de sabão e aprender sobre o processo de fabrico do sabão de Marselha.
  2. Experimenta um aspeto único do património de Marselha: O sabão de Marselha é um elemento essencial da história e da cultura da cidade, e visitar o museu é uma forma de conhecer em primeira mão este aspeto do património de Marselha.
  3. Faz o teu próprio sabão: O museu oferece workshops e aulas onde os visitantes podem aprender sobre o processo de fabrico do sabão e fazer o seu próprio sabão de Marselha para levar para casa. Esta é uma atividade única e divertida que proporciona aos visitantes uma experiência prática do processo de fabrico de sabão.
  4. Compra o autêntico sabão de Marselha: O museu tem uma loja onde os visitantes podem comprar o autêntico sabão de Marselha e outros produtos tradicionais de fabrico de sabão. Esta é uma excelente oportunidade para levar para casa um pedaço da história e do património de Marselha.
  5. Explora o antigo porto de Marselha: O museu está localizado no coração do antigo porto de Marselha, que é uma área vibrante e histórica da cidade. Depois de visitares o museu, podes explorar a área circundante, visitar o mercado próximo ou simplesmente apreciar as vistas e os sons do antigo porto.
musee du savon de marseille la licorne soap museum marseille all year
Fonte: https://www.divento.com

7. Jardin des Vestiges

O Jardin des Vestiges é um jardim e um sítio arqueológico localizado em Marselha, França. Situa-se no coração da cidade e é um dos sítios arqueológicos mais importantes de França.

O jardim foi criado na década de 1990 no local da antiga cidade grega de Massilia, fundada no século VI a.C. Os visitantes do jardim podem explorar os vestígios da cidade antiga, incluindo as fundações de casas, ruas e espaços públicos. Os vestígios foram parcialmente reconstruídos para dar aos visitantes uma melhor ideia do que teria sido a cidade no seu auge.

Para além dos vestígios arqueológicos, o Jardin des Vestiges apresenta um jardim exuberante com uma variedade de plantas e flores, bem como um pequeno museu que exibe artefactos da cidade antiga. O museu inclui uma série de exposições sobre a história e a cultura de Massilia, incluindo cerâmica, jóias e outros objectos da vida quotidiana.

Visitar o Jardin des Vestiges é uma oportunidade única para recuar no tempo e explorar os vestígios de uma das cidades mais antigas de França. A combinação do exuberante jardim com os vestígios antigos torna a visita tranquila e fascinante. Se te interessas por arqueologia, história, ou simplesmente queres explorar um canto único e bonito de Marselha, o Jardin des Vestiges merece definitivamente uma visita.

Porque é que vale a pena visitar

Vale a pena visitar o Jardin des Vestiges por várias razões:

  1. Explora os vestígios de uma cidade antiga: O Jardin des Vestiges foi construído no local da antiga cidade grega de Massilia, que foi fundada no século VI a.C. Os visitantes podem explorar os vestígios da cidade, incluindo as fundações de casas, ruas e espaços públicos, e ter uma ideia de como era a vida nesta cidade antiga.
  2. Aprende sobre a história e a cultura de Massilia: O jardim tem um pequeno museu que exibe artefactos da cidade antiga, incluindo cerâmica, jóias e outros objectos da vida quotidiana. Esta é uma óptima oportunidade para aprenderes sobre a história e a cultura de Massilia e para adquirires um conhecimento mais profundo do passado da cidade.
  3. Desfruta de um jardim tranquilo e bonito: Para além dos vestígios arqueológicos, o Jardin des Vestiges apresenta um jardim exuberante com uma variedade de plantas e flores. A combinação entre os vestígios antigos e o belo jardim proporciona uma visita tranquila e relaxante.
  4. Descobre um aspeto único da história de Marselha: Marselha é uma cidade com uma história rica e diversificada, e o Jardin des Vestiges é uma forma de descobrir um dos aspectos mais antigos e únicos dessa história.
  5. Explora o coração de Marselha: O Jardin des Vestiges está localizado no coração de Marselha, perto do antigo porto. Depois de visitar o jardim, podes explorar a área circundante, visitar o mercado próximo ou simplesmente apreciar as vistas e os sons desta área vibrante e histórica da cidade.

Em suma, vale a pena visitar o Jardin des Vestiges para quem se interessa por arqueologia, história, ou simplesmente procura uma experiência única e tranquila em Marselha.

Em conclusão, Marselha é uma cidade rica em história, cultura e beleza natural, e está repleta de jóias escondidas que estão apenas à espera de serem descobertas. Quer estejas interessado em visitar marcos históricos, explorar bairros encantadores ou experimentar a vibrante cena cultural da cidade, há algo para todos em Marselha.

Desde as vistas deslumbrantes da Basílica de Notre-Dame de la Garde até às pitorescas ruas de Le Panier, e desde os serenos Calanques de Morgiou até à histórica Basílica de Saint-Victor, Marselha é uma cidade que é verdadeiramente uma joia por direito próprio. E, com a sua rica história e tradições, o Museu do Sabão de Marselha é uma visita obrigatória para todos os interessados em conhecer o património e a cultura da cidade.

Por isso, se estás a planear uma viagem a Marselha, não deixes de acrescentar estas jóias escondidas ao teu itinerário. Não te vais arrepender! Quer sejas um visitante de primeira viagem ou um viajante experiente, vais certamente descobrir algo novo e excitante nesta bela cidade.


GOSTASTE DESTE ARTIGO SOBRE ESTAS JÓIAS ESCONDIDAS EM MARSELHA? COLOCA-O NO PIN!

Se achaste interessante este artigo sobre estas jóias escondidas em Marselha, considera partilhá-lo com os teus amigos. É muito importante para nós 🙂

Explore more travel tips