Descobre as jóias escondidas de Colmar (Guia de viagem 2023)

Colmar é uma cidade encantadora situada na região da Alsácia, em França. Conhecida pelo seu centro histórico medieval bem preservado, Colmar é muitas vezes referida como a “Pequena Veneza” de França, devido aos seus numerosos canais e às coloridas casas em enxaimel. A cidade tem uma história rica que remonta ao século IX e foi moldada por várias culturas, incluindo a alemã e a francesa.

Apesar de ser um destino popular para os turistas, Colmar ainda tem muitas jóias escondidas à espera de serem descobertas.

Aqui tens algumas jóias escondidas que vale a pena explorar em Colmar:

  1. Pequena Veneza: Uma área pitoresca em Colmar com canais sinuosos, casas coloridas em enxaimel e belos arranjos de flores.
  2. Igreja de Saint-Martin: Uma impressionante igreja de estilo gótico que remonta ao século XIII, com impressionantes vitrais e um belo órgão.
  3. Casa Pfister: Uma casa bem preservada da era renascentista na cidade velha de Colmar, conhecida pelas suas decorações exteriores ornamentadas.
  4. O Museu Unterlinden: Este museu alberga uma coleção de arte medieval e renascentista, incluindo o famoso Retábulo de Isenheim.
  5. Museu Bartholdi: Local de nascimento de Auguste Bartholdi, o escultor que desenhou a Estátua da Liberdade, este museu exibe as suas obras e objectos pessoais.
  6. Bairro dos Curtidores: Um bairro encantador com casas pitorescas, ruas estreitas e uma história de curtimento de couro.

Fica a conhecer Colmar

Colmar é uma cidade encantadora situada na região nordeste de França, conhecida pelos seus canais pitorescos, casas em enxaimel e flores coloridas que adornam as ruas da cidade. Com uma história rica que remonta à Idade Média, Colmar preservou o seu património cultural através da sua arquitetura bem preservada e dos seus numerosos museus. Apesar de ser um destino turístico popular, Colmar tem muitas jóias escondidas que estão à espera de serem exploradas.

Desde as vistas deslumbrantes das Montanhas Vosges no Lac Vert até à beleza tranquila do bairro de Little Venice, e desde o histórico Museu Unterlinden até ao encantador Mercado Saint-Joseph, Colmar é uma cidade cheia de surpresas. A cidade também possui uma próspera cena gastronómica e vinícola, com especialidades locais como a tarte flambée da Alsácia e o vinho Riesling.

Quer estejas interessado em explorar a história, a arte, a gastronomia ou a vida ao ar livre, Colmar tem algo para oferecer a todos. As suas jóias escondidas estão à espera de serem descobertas, desde os pátios e jardins escondidos até às pitorescas ruas secundárias e becos.

Apresentamos-te as jóias escondidas…

1. Pequena Veneza

1 1

A Pequena Veneza é um bairro pitoresco de Colmar, situado ao longo do rio Lauch. Caracteriza-se pelas casas coloridas em enxaimel que ladeiam o rio, criando uma atmosfera encantadora e romântica. O nome da zona deve-se à sua semelhança com a cidade italiana de Veneza, com pequenos canais e barcos que atravessam a zona.

Little Venice é um local popular para os turistas, mas também tem um ambiente local com cafés, restaurantes e lojas que vendem lembranças e produtos artesanais. A área é particularmente bonita à noite, quando os edifícios são iluminados e os reflexos na água criam um ambiente mágico.

Para além da sua beleza paisagística, a Pequena Veneza também alberga vários marcos históricos, incluindo a Maison des Têtes, um edifício do século XVII adornado com cabeças esculpidas, e o Koïfhus, uma antiga alfândega que agora alberga o posto de turismo.

Os visitantes podem fazer um passeio de barco pelos canais, passear ao longo das margens do rio ou simplesmente sentar-se num café e absorver o ambiente. É um local de visita obrigatória para quem visita Colmar.

Porque é que vale a pena visitar?

Aqui tens algumas razões pelas quais vale a pena visitar a Pequena Veneza em Colmar:

  1. Paisagem bonita: A Pequena Veneza apresenta canais pitorescos e edifícios coloridos em enxaimel que criam uma atmosfera encantadora e romântica.
  2. Boas oportunidades para tirar fotografias: A zona é um paraíso para os fotógrafos, com inúmeras oportunidades fotográficas em cada esquina.
  3. Experiência cultural: Os visitantes podem explorar o bairro histórico de Colmar e conhecer o rico património cultural da cidade.
  4. Passeios de barco: Os visitantes podem fazer passeios de barco ao longo dos canais para conhecer a beleza da Pequena Veneza de uma perspetiva única.
  5. Restaurantes e cafés: Há muitos restaurantes e cafés na zona onde os visitantes podem desfrutar de uma refeição ou de uma bebida enquanto apreciam a beleza do ambiente.
  6. Galerias de arte e boutiques: Little Venice é também o lar de uma série de galerias de arte e boutiques onde os visitantes podem navegar e comprar artigos únicos.

2. Igreja Colegiada de Saint-Martin

2 1

A Igreja Colegiada de Saint-Martin é uma bela igreja gótica localizada no coração de Colmar. Aqui estão alguns factos interessantes sobre este marco histórico:

  • A igreja foi construída no século XIII, mas a sua construção continuou durante vários séculos.
  • A igreja era originalmente uma igreja católica, mas tornou-se protestante durante a Reforma no século XVI.
  • A igreja é dedicada a São Martinho, que é o santo padroeiro da cidade.
  • A igreja é conhecida pelos seus belos vitrais, que datam dos séculos XIV e XV. Os vitrais retratam cenas da Bíblia, bem como cenas da vida dos santos.
  • A igreja também tem um belo órgão que foi construído em 1722. O órgão é um dos mais antigos de França e ainda hoje é utilizado.
  • A igreja passou por várias renovações e restaurações ao longo dos anos, mas ainda conserva muito da sua arquitetura gótica original.
  • A igreja está aberta aos visitantes e estão disponíveis visitas guiadas. Os visitantes podem aprender sobre a história da igreja e ver de perto a sua bela arquitetura e obras de arte.

No geral, a Igreja Colegiada de Saint-Martin é uma atração imperdível em Colmar para qualquer pessoa interessada em história, arquitetura e arte.

Porque é que vale a pena visitar

Vale a pena visitar a Igreja Colegiada de Saint-Martin por várias razões, incluindo:

  1. Significado histórico: A igreja data do século XIII e tem desempenhado um papel importante na história de Colmar. Foi usada como local de culto para a burguesia da cidade e foi também um centro de vida artística e cultural.
  2. Arquitetura: A igreja ostenta uma bela arquitetura gótica com a sua impressionante torre sineira e a sua fachada ornamentada. O interior apresenta vitrais intrincados e esculturas de madeira ornamentadas.
  3. Tesouros artísticos: A igreja alberga uma série de obras de arte valiosas, incluindo um impressionante retábulo de Martin Schongauer, um dos mais famosos pintores alemães do século XV.
  4. Eventos culturais: A igreja acolhe uma variedade de eventos culturais, incluindo concertos e exposições, tornando-a um espaço vibrante e dinâmico no seio da comunidade.

3. Casa Pfister

3

A Casa Pfister é um edifício histórico, construído em 1537 pelo rico chapeleiro Ludwig Scherer, a casa é um exemplo impressionante da arquitetura renascentista. O exterior do edifício está decorado com esculturas em madeira e murais intrincados, que retratam cenas bíblicas e figuras alegóricas. O interior da casa apresenta mobiliário e obras de arte originais, incluindo uma grande tapeçaria que remonta ao século XVI.

Uma das características mais impressionantes da Casa Pfister é o telhado ornamentado, que está adornado com estátuas de várias figuras, incluindo um cavaleiro de armadura e uma deusa segurando um fuso. O telhado é considerado um dos melhores exemplos da arquitetura renascentista em toda a Europa.

Atualmente, a Casa Pfister está aberta ao público como museu, proporcionando aos visitantes um vislumbre único da história e da cultura de Colmar.

Porque é que vale a pena visitar

Vale a pena visitar a Casa Pfister pelas seguintes razões:

  1. Significado histórico: A casa foi construída em 1537 para um rico comerciante, Ludwig Scherer, e é um dos exemplos mais impressionantes e bem preservados da arquitetura renascentista em Colmar. A casa está classificada como monumento nacional de França e é considerada um dos principais marcos da cidade.
  2. Arquitetura única: A casa é famosa pelas suas decorações ornamentadas e coloridas, que incluem frescos, esculturas e entalhes intrincados. A fachada da casa é adornada com cenas e alegorias bíblicas, que dão aos visitantes uma visão da cultura e dos valores da época.
  3. Experiência cultural: A visita à Casa Pfister oferece aos visitantes uma oportunidade única de mergulharem na rica história e cultura de Colmar. A casa contém um museu que mostra a história e a arte da cidade, incluindo uma coleção de mobiliário tradicional da Alsácia, cerâmica e outros objectos decorativos.
  4. Localização: A Casa Pfister está localizada no coração da cidade velha de Colmar, o que a torna facilmente acessível aos visitantes. Situa-se numa rua pitoresca, ladeada por outros edifícios históricos, cafés encantadores e boutiques, o que a torna um local perfeito para um passeio de lazer.

4. O Museu Unterlinden

4

O Museu Unterlinden é um museu situado no coração de Colmar. Está instalado num antigo convento dominicano fundado no século XIII. O museu é mais conhecido pela sua extensa coleção de arte medieval e renascentista, incluindo o famoso Retábulo de Isenheim de Matthias Grünewald, uma obra-prima da arte renascentista alemã.

O museu também possui uma coleção de arte moderna e contemporânea, bem como artefactos arqueológicos e artes decorativas. O edifício em si é um tesouro arquitetónico, com uma mistura de elementos medievais e modernos, e um belo jardim do claustro que é um oásis de paz no coração da cidade.

Para além da coleção permanente, o museu acolhe várias exposições temporárias ao longo do ano, apresentando uma variedade de arte e artefactos de todo o mundo. Oferece também programas educativos e visitas guiadas para visitantes de todas as idades, tornando-o um excelente destino para famílias, estudantes e amantes da arte.

Porque é que vale a pena visitar

Vale a pena visitar o Museu Unterlinden em Colmar por várias razões:

  1. Rica coleção: O museu possui uma impressionante coleção de obras de arte e artefactos, que vão desde a Idade Média até à arte contemporânea. A exposição mais famosa é o Retábulo de Isenheim, uma obra-prima da arte gótica que atrai visitantes de todo o mundo.
  2. Importância histórica: O museu está instalado num antigo convento do século XIII, e o edifício em si é uma obra de arte, com um claustro deslumbrante e arquitetura gótica. A localização do museu no coração da cidade velha de Colmar também contribui para o seu significado histórico.
  3. Exposições variadas: Para além do Retábulo de Isenheim, o museu tem uma gama diversificada de exposições, incluindo esculturas medievais, pinturas renascentistas e arte moderna. Os visitantes também podem ver artefactos arqueológicos, artes decorativas e até artefactos egípcios antigos.
  4. Valor educativo: O Museu Unterlinden é um excelente recurso educativo, oferecendo aos visitantes a oportunidade de aprender sobre arte e história de uma forma imersiva e envolvente. O museu oferece visitas guiadas, workshops e programas educativos para todas as idades, tornando-o um excelente destino para famílias, estudantes e qualquer pessoa interessada em arte e história.

5. Museu Bartholdi

O Museu Bartholdi é dedicado à vida e obra do escultor francês Frédéric Auguste Bartholdi. Bartholdi é mais conhecido por ter desenhado a Estátua da Liberdade, que foi um presente do povo francês para os Estados Unidos.

O museu está localizado num belo edifício Art Nouveau e apresenta uma grande coleção de esculturas, desenhos e outras obras de arte de Bartholdi. Os visitantes podem aprender sobre o seu processo criativo, as suas influências e os vários projectos em que trabalhou ao longo da sua carreira.

Um dos destaques do museu é um modelo em escala real da mão da Estátua da Liberdade, no qual os visitantes podem subir para ter uma noção da escala e dos detalhes da obra-prima de Bartholdi. O museu apresenta também uma coleção de artefactos pessoais, incluindo ferramentas, fotografias e cartas de Bartholdi.

O Museu Bartholdi é uma visita obrigatória para qualquer pessoa interessada em arte, escultura ou na história da Estátua da Liberdade. Oferece um vislumbre fascinante da vida e obra de um dos artistas mais célebres de França e deixará certamente uma impressão duradoura nos visitantes.

Porque é que vale a pena visitar?

Vale a pena visitar o Museu Bartholdi por várias razões:

  1. Dedica-se à vida e obra do famoso escultor francês Frederic-Auguste Bartholdi, que desenhou a Estátua da Liberdade em Nova Iorque.
  2. O museu está localizado numa casa do século XVIII maravilhosamente restaurada, que proporciona uma visão fascinante da arquitetura e do design da época.
  3. Os visitantes podem ver muitos dos esboços, modelos e esculturas originais de Bartholdi, bem como aprender sobre a sua vida e carreira através de exposições interactivas e de apresentações multimédia.
  4. O museu também acolhe exposições temporárias que mostram as obras de outros artistas e escultores, contribuindo para a experiência cultural geral.

6. Distrito de Tanners

5 1

O bairro dos curtidores, também conhecido como La Petite Venise (Pequena Veneza), é um bairro pitoresco de Colmar que se situa ao longo das margens do rio Lauch. A área foi outrora o lar dos curtidores e pescadores da cidade, e ainda mantém o seu encanto histórico com as suas casas coloridas em enxaimel, ruas de paralelepípedos e canais que estão alinhados com flores.

Os visitantes podem dar um passeio ao longo dos canais e admirar a bela arquitetura, ou mesmo fazer um passeio de barco para apreciar plenamente a beleza da área. Há também vários cafés e restaurantes acolhedores no bairro, onde os visitantes podem provar a cozinha local da Alsácia enquanto apreciam a vista para o rio.

Para além da sua beleza paisagística, o distrito de Tanners também alberga vários museus e atracções interessantes, como a Maison des Têtes (Casa das Cabeças), uma deslumbrante mansão renascentista adornada com esculturas intrincadas de cabeças humanas, e o Musée d’Histoire Naturelle et d’Ethnographie, que exibe exposições sobre a história natural e o património cultural da região.

Porque é que vale a pena visitar?

O bairro dos curtidores de Colmar merece ser visitado por várias razões:

  1. Significado histórico: O bairro foi outrora a casa dos curtidores que trabalhavam no comércio de peles. É uma das zonas mais antigas e mais bem conservadas de Colmar, datando do século XIII.
  2. Arquitetura única: O bairro apresenta casas em enxaimel bem preservadas e ruas estreitas e sinuosas que dão aos visitantes um vislumbre de como era a vida na Colmar medieval.
  3. Atmosfera encantadora: O bairro dos curtidores tem um ambiente encantador e rústico que transporta os visitantes para o passado. As ruas tranquilas e os pátios acolhedores oferecem-te uma fuga pacífica da agitação do mundo moderno.
  4. Lojas e restaurantes locais: O bairro é o lar de uma variedade de pequenas lojas e restaurantes que oferecem produtos locais e cozinha tradicional da Alsácia. Os visitantes podem experimentar especialidades regionais como flammekueche (um tipo de pizza com bacon e cebolas) e kugelhopf (um pão doce semelhante a um bolo).

Em conclusão, Colmar é uma cidade que oferece uma mistura única de história, cultura e beleza natural, e está cheia de jóias escondidas à espera de serem exploradas. Quer estejas interessado em visitar marcos históricos, explorar bairros encantadores ou experimentar a vibrante cena cultural da cidade, há algo para todos em Colmar.

Desde a arquitetura deslumbrante e os canais pitorescos da Pequena Veneza até à fascinante história e obras de arte expostas no Museu Unterlinden, e desde a bela Igreja Colegiada de Saint-Martin até ao encanto único do Bairro dos Curtidores, Colmar é uma cidade que tem algo de especial para oferecer. E, com as suas belas casas em enxaimel e a sua história única, a Casa Pfister é um destino de visita obrigatória para os interessados na arquitetura e no património da cidade.

Por isso, se estás a planear uma viagem a Colmar, não te esqueças de adicionar estas jóias escondidas ao teu itinerário. Não te vais arrepender! Quer sejas um visitante pela primeira vez ou um viajante experiente, vais certamente descobrir algo novo e excitante nesta bela cidade.


GOSTASTE DESTE ARTIGO SOBRE ESTAS JÓIAS ESCONDIDAS EM COLMAR? COLOCA-O NO PIN!

Se achaste interessante este artigo sobre estas jóias escondidas em Colmar, considera partilhá-lo com os teus amigos. É muito importante para nós 🙂

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Explore more travel tips