Descobre as 10 curiosidades de Valência

garden Valencia
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Índice

Situada ao longo da costa oriental de Espanha, Valência é uma cidade repleta de história, cultura e energia vibrante. Sendo a terceira maior cidade de Espanha, Valência possui uma rica tapeçaria de influências, desde as suas antigas raízes romanas até à sua herança mourisca e inovações contemporâneas. Com o seu clima mediterrânico, arquitetura deslumbrante e uma cena culinária próspera, Valência oferece uma mistura dinâmica de encanto do velho mundo e fascínio moderno.

A história de Valência é palpável quando passeias pelas suas ruas, com cada esquina a revelar histórias de conquistas, comércio e intercâmbio cultural. Desde a imponente Catedral de Valência, que alberga o Santo Graal, até à majestosa Bolsa da Seda, um testemunho do seu próspero passado como centro de comércio, as maravilhas arquitectónicas da cidade falam muito sobre o seu passado histórico.

No entanto, Valência não é apenas uma cidade parada no tempo; pulsa com vida e inovação. A futurista Cidade das Artes e das Ciências é um testemunho do seu compromisso com o design e a tecnologia de ponta, enquanto as suas ruas movimentadas estão vivas com os sons da música, do riso e da celebração.

Mas talvez o que verdadeiramente distingue Valência seja o seu povo – caloroso, acolhedor e apaixonado pelo património e tradições da cidade. Quer se delicie com a famosa gastronomia da cidade, aproveite o sol do Mediterrâneo nas suas praias douradas ou mergulhe nos seus eventos culturais de classe mundial, os visitantes de Valência ficarão certamente cativados pelo seu encanto e fascínio.

Vamos mergulhar no coração de Valência, descobrindo 10 factos divertidos que iluminam a rica história da cidade, a sua cultura vibrante e o seu carácter único. Junta-te a nós numa viagem de descoberta enquanto exploramos as maravilhas de Valência e descobrimos os segredos que fazem dela um dos destinos mais encantadores de Espanha.

Discovering Valencia: 10 Fun Facts About Spain's Vibrant City

Estes são alguns dos muitos factos divertidos que Valência tem e que vamos aprofundar para que possas conhecer melhor esta cidade antes de brincares com o explorial.

10 factos divertidos sobre Valência

  1. Origem da Paella: Valência é o berço do famoso prato espanhol, a paella. Originalmente uma refeição de camponeses, evoluiu para um ícone culinário mundial.
  2. Festival das Fallas: Valência acolhe o vibrante Festival das Fallas todos os anos em março, com esculturas enormes feitas de papel maché, fogo de artifício e desfiles de rua animados.
  3. Cidade das Artes e das Ciências: Valência possui a futurista Cidade das Artes e das Ciências, um complexo cultural e arquitetónico concebido por Santiago Calatrava e Félix Candela.
  4. Capital da laranja: Valência é conhecida como a capital da laranja em Espanha, produzindo milhões de laranjas anualmente. As ruas da cidade são ladeadas por laranjeiras.
  5. Bolsa da Seda: A Bolsa da Seda(La Lonja de la Seda) em Valência é Património Mundial da UNESCO e um exemplo impressionante da arquitetura civil gótica.
  6. Santo Graal: O Santo Graal, que se crê ser o cálice que Jesus usou durante a Última Ceia, encontra-se na Catedral de Valência.
  7. Jardins do Rio Turia: Os Jardins do Rio Turia são um parque único que se estende por Valência, criado a partir de um leito de rio desviado após uma inundação na década de 1950.
  8. Praias animadas: Valência possui belas praias ao longo da costa mediterrânica, incluindo a praia de Malvarrosa, conhecida pela sua atmosfera vibrante.
  9. LaTomatina: A cidade vizinha de Buñol acolhe La Tomatina, a maior luta de tomates do mundo, que atrai milhares de participantes de todo o mundo.
  10. Património da UNESCO: O centro histórico de Valência é Património Mundial da UNESCO, com uma impressionante arquitetura medieval, praças movimentadas e ruas estreitas.
Discovering Valencia: 10 Fun Facts About Spain's Vibrant City

Paella

A paella, um dos pratos mais emblemáticos de Espanha, é originária da região de Valência e ocupa um lugar especial no coração do seu povo.

  1. Origem: As raízes da paella remontam às zonas rurais dos arredores de Valência, onde era tradicionalmente cozinhada pelos camponeses ao lume. Originalmente, era um humilde prato camponês feito com todos os ingredientes disponíveis, como arroz, legumes e carnes como coelho, frango e caracóis.
  2. Ingredientes: Embora existam muitas variações da Paella, a receita tradicional valenciana inclui normalmente arroz de grão curto (como o arroz Bomba ou Senia), açafrão, azeite, tomate, feijão verde e, por vezes, alcachofras. Dependendo da receita, podem ser adicionados frutos do mar ou carnes como coelho, frango e pato.
  3. Método de cozedura: A paella é tradicionalmente cozinhada numa panela larga e pouco funda, chamada “paellera”, em lume aberto ou a lenha, o que confere um sabor a fumo ao prato. O arroz é espalhado uniformemente na panela e os ingredientes são adicionados em camadas antes de cozerem em lume brando para criar uma refeição saborosa numa só panela.
  4. Açafrão: O açafrão, um ingrediente chave na Paella, não só dá uma cor dourada distinta ao arroz, como também confere um subtil sabor e aroma floral. É muitas vezes considerado uma das especiarias mais caras do mundo devido ao processo de trabalho intensivo da colheita dos fios de açafrão da flor de açafrão.
  5. Variações: Embora a Paella Valenciana tradicional seja a versão mais autêntica, existem inúmeras variações regionais e modernas do prato. A Paella de Marisco (Paella de Marisco) é popular ao longo da costa, com uma variedade de marisco fresco, como camarão, mexilhões e amêijoas. A Paella Mista (Paella Mixta) combina marisco com carnes como frango e chouriço, satisfazendo diversos paladares.
  6. Significado cultural: A paella não é apenas um prato em Valência; é um símbolo de comunidade, hospitalidade e celebração. As famílias e os amigos reúnem-se frequentemente para saborear a Paella em ocasiões festivas e encontros sociais, reforçando laços e tradições.
  7. Festivais de Paella: Valência organiza vários festivais de Paella ao longo do ano, celebrando o significado cultural e a diversidade culinária do prato. Estes festivais incluem concursos de culinária, degustações e demonstrações, atraindo habitantes locais e turistas para se deliciarem com as delícias culinárias da região.
  8. Denominação de Origem Protegida (DOP): Em 2018, a União Europeia concedeu à Paella o estatuto de Denominação de Origem Protegida (DOP), reconhecendo o seu significado cultural e histórico para a região de Valência. Esta designação visa proteger a autenticidade e a qualidade da Paella tradicional valenciana.
  9. Influência internacional: A popularidade da Paella ultrapassou fronteiras e ganhou aclamação internacional, tornando-se um prato adorado em todo o mundo. No entanto, os puristas defendem que a Paella autêntica só pode ser encontrada na sua terra natal, Valência, onde são preservados séculos de tradição e conhecimentos culinários.
  10. Turismo gastronómico: A Paella desempenha um papel importante no turismo culinário de Valência, atraindo visitantes de todo o mundo ansiosos por saborear os sabores autênticos deste prato icónico. Muitos restaurantes em Valência oferecem aulas de culinária de paella e visitas gastronómicas, permitindo aos viajantes mergulharem na arte de fazer paella enquanto experimentam a vibrante cena gastronómica da cidade.

No geral, a Paella de Valência é mais do que apenas uma refeição; é uma instituição cultural que incorpora a essência do património, das tradições e do artesanato culinário da região.

Discovering Valencia: 10 Fun Facts About Spain's Vibrant City

Fideuà

O Fideuà é outro prato emblemático da região de Valência, Espanha, conhecida pelo seu rico património culinário.

  1. Origem: O Fideuà partilha as suas origens com a Paella e acredita-se que tenha sido criado por pescadores valencianos no início do século XX. Diz a lenda que um cozinheiro de Gandia, uma cidade costeira perto de Valência, substituiu acidentalmente o arroz por massa (fideos) enquanto preparava a Paella para os pescadores, dando origem ao prato conhecido como Fideuà.
  2. Ingredientes: Os principais ingredientes do Fideuà incluem noodles (fideos) curtos e finos, normalmente feitos de sêmola de trigo duro, mariscos como camarão, lulas e mexilhões, caldo de peixe, tomate, alho e azeite. Tal como a Paella, a Fideuà reflecte as influências marítimas da cozinha costeira de Valência, mostrando a abundância de marisco fresco disponível na região.
  3. Método de cozedura: O Fideuà é tradicionalmente cozinhado numa panela rasa e de fundo largo, semelhante à utilizada para a Paella, conhecida como “paellera”. O macarrão é tostado em azeite até ficar dourado antes de se adicionar o caldo, o marisco e outros ingredientes. O prato é então cozinhado em lume brando até que o macarrão esteja cozinhado e o caldo seja absorvido, resultando numa textura saborosa e ligeiramente estaladiça.
  4. Variações: Embora a receita clássica de Fideuà tenha o marisco como principal proteína, as variações podem incluir carnes como frango, coelho ou mesmo legumes para uma opção vegetariana. Algumas receitas também incorporam ervas aromáticas e especiarias, como o açafrão, o pimentão e a salsa, para melhorar o perfil de sabor do prato.
  5. Modo de servir: O Fideuà é normalmente servido diretamente da frigideira, permitindo aos comensais saborear o prato em estilo familiar. É frequentemente acompanhado por aioli, uma maionese com alho, ou allioli, um molho tradicional catalão feito com alho, azeite e sal, acrescentando um elemento cremoso e saboroso à refeição.
  6. Importância cultural: Tal como a Paella, a Fideuà tem um significado cultural em Valência e é frequentemente apreciada em reuniões festivas, celebrações na praia e banquetes familiares. Incorpora as tradições marítimas da região e reflecte a estreita ligação entre o povo valenciano e o mar.
  7. Turismo gastronómico: O fideuà tornou-se um prato popular entre os turistas que visitam Valência, oferecendo uma alternativa deliciosa à paella e mostrando a diversidade culinária da região. Muitos restaurantes em Valência e ao longo da costa mediterrânica apresentam o Fideuà nas suas ementas, permitindo aos visitantes experimentar este prato tradicional no seu ambiente autêntico.
  8. Reconhecimento internacional: Embora o Fideuà possa não ser tão reconhecido como a Paella no palco internacional, ganhou popularidade entre os entusiastas da gastronomia e os viajantes que procuram a autêntica cozinha espanhola. A sua mistura única de sabores e texturas valeu-lhe um lugar nos menus de todo o mundo, mostrando o património gastronómico de Valência a um público global.

No geral, o Fideuà é um prato saboroso e satisfatório que celebra a generosidade costeira e o engenho culinário de Valência. Quer seja apreciado pelos habitantes locais nas tabernas tradicionais ou saboreado pelos visitantes ao longo das margens do Mediterrâneo, o Fideuà continua a cativar paladares e a evocar a essência das ricas tradições culinárias de Valência.

Festival Fallas

O Festival das Fallas, ou Las Fallas, é uma das celebrações mais vibrantes e emocionantes de Valência, Espanha.

  1. Origem: O Festival das Fallas tem as suas raízes em antigos rituais pagãos que celebravam a chegada da primavera. Com o tempo, evoluiu para uma comemoração de São José, o santo padroeiro dos carpinteiros, com as comunidades a queimarem estruturas de madeira, conhecidas como “fallas”, para marcar o início da limpeza da primavera.
  2. Duração: A festa dura normalmente cerca de duas semanas, culminando a 19 de março, dia da festa de São José. No entanto, as festividades começam muitas vezes mais cedo, em março, com a construção de fallas e vários eventos culturais.
  3. Monumentos das Fallas: O ponto central da festa são os monumentos das fallas, estruturas grandes e elaboradas feitas de madeira, papel machê e outros materiais. Estes monumentos satirizam figuras políticas, celebridades e acontecimentos actuais, muitas vezes com um toque humorístico ou satírico.
  4. Ninots: Cada monumento fallas apresenta figuras mais pequenas chamadas “ninots”, elaboradas de forma intrincada e expostas ao lado da estrutura principal. Estes ninots representam personagens do folclore valenciano, ícones da cultura pop ou cenas humorísticas, contribuindo para a atmosfera caprichosa da festa.
  5. Desfiles: Durante o festival, Valência ganha vida com desfiles coloridos, música e fogo de artifício. Os desfiles mais famosos incluem o diário “La Despertà”, onde os participantes marcham pelas ruas tocando música e soltando fogos de artifício, e a grande “Ofrenda de Flores”, onde as falleras (mulheres vestidas com trajes tradicionais) oferecem flores à Virgem Maria.
  6. La Crema: O ponto alto do Festival das Fallas é “La Crema”, ou a queima das fallas. Na noite de 19 de março, os monumentos das fallas são incendiados numa espetacular exibição de chamas e fogo de artifício, simbolizando o fim do inverno e a renovação da vida.
  7. Património cultural: Em 2016, o Festival das Fallas foi reconhecido pela UNESCO como Património Cultural Imaterial da Humanidade. A designação destaca a importância do festival na preservação da cultura valenciana e na promoção da participação da comunidade e da expressão artística.
  8. Envolvimento da comunidade: O Festival das Fallas é um verdadeiro esforço comunitário, com os bairros locais, conhecidos como “casals fallers”, a juntarem-se para conceber, financiar e construir os seus monumentos de fallas. O festival fomenta um forte sentido de camaradagem e solidariedade entre os valencianos.
  9. Atracções turísticas: O Festival das Fallas atrai milhares de visitantes de todo o mundo que vêm testemunhar a sua mistura única de tradição, arte e espetáculo. Hotéis, restaurantes e vendedores de rua atendem os turistas, oferecendo a cozinha tradicional valenciana e lembranças.
  10. Consciência ambiental: Nos últimos anos, tem-se dado cada vez mais ênfase à sustentabilidade e à responsabilidade ambiental durante o Festival das Fallas. São feitos esforços para utilizar materiais ecológicos na construção das fallas e reduzir o impacto ambiental das festividades.

Em geral, o Festival das Fallas é um testemunho do rico património cultural de Valência e da sua capacidade de misturar tradição e modernidade. É uma experiência imersiva que cativa os sentidos e deixa uma impressão duradoura em todos os que assistem.

Discovering Valencia: 10 Fun Facts About Spain's Vibrant City

Cidade das Artes e das Ciências

A Cidade das Artes e das Ciências (Ciudad de las Artes y las Ciencias) é um complexo arquitetónico monumental localizado em Valência, Espanha. Projetado pelos famosos arquitectos espanhóis Santiago Calatrava e Félix Candela, é um dos marcos mais emblemáticos da cidade.

  1. Design e arquitetura: A Cidade das Artes e das Ciências é uma fusão impressionante de design futurista e arquitetura inovadora, caracterizada por linhas elegantes, formas geométricas e estruturas de betão branco. A visão vanguardista de Santiago Calatrava e a perícia estrutural de Félix Candela resultaram num conjunto cativante de edifícios que redefinem a linha do horizonte de Valência.
  2. Localização: Situado no extremo oriental do antigo leito do rio de Valência, os Jardins do Turia, o complexo estende-se por mais de 350.000 metros quadrados de terreno adjacente ao rio Turia. A sua localização estratégica oferece vistas panorâmicas sobre a paisagem circundante e proporciona um retiro tranquilo no meio da agitação da cidade.
  3. Componentes: A Cidade das Artes e das Ciências é composta por várias estruturas distintas, cada uma dedicada a diferentes facetas da ciência, cultura e entretenimento. Estas incluem:
    • O Hemisfèric: Um edifício visualmente impressionante que se assemelha a um olho gigante, albergando um cinema IMAX, um planetário e um teatro com espetáculo de laser.
    • O Museu das Ciências Príncipe Felipe: Um museu de ciência interativo concebido para envolver visitantes de todas as idades com exposições práticas e mostras interactivas.
    • O Oceanogràfic: O maior aquário da Europa, que mostra a vida marinha de diferentes ecossistemas de todo o mundo, incluindo tubarões, golfinhos, pinguins e muito mais.
    • O Palau de les Arts Reina Sofía: Uma ópera de última geração e um centro de artes performativas, com produções e espectáculos de classe mundial.
    • O Àgora: Um espaço de eventos versátil concebido para exposições, conferências e eventos culturais, caracterizado pela sua estrutura elíptica no telhado.
  4. Centro Cultural: A Cidade das Artes e das Ciências funciona como um centro cultural e um recurso educativo, oferecendo uma gama diversificada de actividades e atracções para visitantes de todos os interesses. Desde exposições de ciência imersivas e workshops educativos a exposições de arte e espectáculos ao vivo, o complexo serve um vasto espetro de públicos.
  5. Marco Icónico: Com o seu design futurista e escala monumental, a Cidade das Artes e das Ciências tornou-se um símbolo icónico de Valência, atraindo milhões de visitantes de todo o mundo todos os anos. A sua arquitetura marcante e o seu significado cultural valeram-lhe o reconhecimento como uma das mais importantes realizações arquitectónicas espanholas do século XXI.
  6. Integração ambiental: Para além do seu brilhantismo arquitetónico, o complexo foi concebido com um enfoque na sustentabilidade ambiental e na integração com a sua envolvente natural. Os espaços verdes, as fontes de água e os caminhos para peões criam um ambiente harmonioso que complementa o clima mediterrânico de Valência e melhora a experiência do visitante.
  7. Eventos culturais e festivais: Ao longo do ano, a Cidade das Artes e das Ciências acolhe uma variedade de eventos culturais, festivais e exposições que celebram a arte, a ciência e a inovação. Desde festivais de música e projecções de filmes a instalações de arte e feiras gastronómicas, há sempre algo a acontecer na vibrante paisagem cultural do complexo.
  8. Impacto e legado: Desde a sua inauguração no final do século XX, a Cidade das Artes e das Ciências tem tido um impacto profundo na identidade cultural e na indústria do turismo de Valência. Revitalizou a zona ribeirinha da cidade, catalisou o desenvolvimento urbano e posicionou Valência como um destino líder no turismo cultural e na inovação arquitetónica.

Em suma, a Cidade das Artes e das Ciências é um testemunho da criatividade humana, do engenho e da busca permanente do conhecimento e da expressão artística. A sua arquitetura futurista, o seu significado cultural e a sua oferta diversificada fazem dela um destino de visita obrigatória para os viajantes que procuram explorar a intersecção da ciência, da arte e da cultura no coração de Valência.

Em conclusão, Valência é uma cidade repleta de história fascinante, cultura vibrante e tradições deliciosas. Desde o seu prato icónico, a paella, ao espetacular Festival das Fallas e à maravilha futurista da Cidade das Artes e das Ciências, Valência oferece uma tapeçaria de experiências à espera de serem exploradas.

Quando embarcares na tua viagem por Valência, quer estejas a provar as iguarias locais, a mergulhar em festividades centenárias ou a maravilhar-te com as maravilhas arquitectónicas, considera melhorar a tua aventura com a aplicação Explorial Tourgame.

Com duas versões personalizadas para Valência, esta aplicação inovadora promete enriquecer a tua exploração, juntando desafios envolventes, conhecimentos educacionais e jóias escondidas espalhadas pela cidade. Deixa que o Explorial seja o teu guia enquanto descobres os segredos e as histórias de Valência, transformando a tua visita numa aventura inesquecível de descoberta e deleite.

Explorar mais dicas de viagem